Archive for the ‘Sistema linfatico’ Category

Aparelhos Para Drenagem Linfática

February 24th, 2013

Aparelhos para drenagem linfática podem ser interessantes, mas muitos defendem que aparelhos modernos não podem superar a drenagem linfática manual. Estes aparelhos estão substituindo a drenagem linfática manual em muitas clínicas. Há especialistas que dizem que não há aparelho que será capaz de substituir a ação manual com adequação.

A drenagem linfática praticada com eficácia é para fazer a estimulação e redirecionamento de líquido estagnado por meio de vasos e gânglios linfáticos e a pressa exercida na massagem precisa ser rítmica, alternada e somente a sensibilidade das mãos da pessoa que está fazendo a execução é fundamental. É necessário o conhecimento anatômico e do funcionamento do organismo. Não há aparelho que por mais sofisticado que pode ser, que terá as qualidades da mão humana. É absolutamente necessário que se use o tato na massagem.

A Drenagem Linfática Manual, quando estimula o sistema o linfática, atua pelas suas funções relaxante, drenante e analgésica, mas são as características terapêuticas as mais importantes. A ativação do sistema linfático, que é caracterizado por ser frágil, somente é possibilitada por uma técnica suave e sutil como a DLM. A Drenagem Linfática Manual é caracterizada por seus harmoniosos, precisos, lentos e cadenciados movimentos que são feitos através de pressões suaves, de aproximadamente trinta torricellis, e nunca podem provocar dor alguma. A DLM segue um protocolo rigoroso de execução, com movimentos específicos para cada parte do corpo e cada sessão começa e termina pelo estímulo do términus. A Drenagem Linfática Manual atua, não apenas no local da massagem, mas em todo o sistema linfática, sendo possível movimentar melhor a linfa em uma sessão de uma hora do que em duas sessões de meia hora.

Drenagem Linfática Para Gestantes

February 21st, 2013

Drenagem linfática para gestantes é uma combinação perfeita. Ajuda no relaxamento, alívio de inchaços típicos da gestação, redução do acúmulo por retenção de líquidos, estímulo para a lactação, preparo para amamentação, prevenção e combate de varizes, celulite e estrias. A drenagem linfática precisa ser feita por um profissional habilitado para não haver comprometimento da circulação, piora da celulite, ocorrência de hematomas e dores fortes.

Durante a gravidez a drenagem linfática costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz os líquidos dos capilares transbordarem e causarem inchaço. Se houver um grande trasbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso.

Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa. A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

Não são recomendadas a fazer a drenagem linfática, grávidas que não tenham hipertensão controlada, que tenham insuficiência renal infecções de pele, trombose venosa profunda ou erupções cutâneas. A drenagem linfática atua no período pós-parto como auxiliar no retorno da forma física porque diminui a retenção de líquidos, previne a celulite e estimula o metabolismo.

Drenagem Linfática Para Celulite

February 18th, 2013

Drenagem linfática para celulite é ensina pela esteticista paulista Roseli Siqueira e com apenas três movimentos. A drenagem linfática faz a liberação das toxinas e a desobstrução do sistema linfática ao combater a celulite. É preciso fazer com muito cuidado a massagem. Uma massagem feita com muita intensidade, inflama o sistema linfático e compromete a circulação por obstruir a linfa.

O primeiro passo é sentar com as pernas dobradas e assim começar a massagem em um movimento de baixo para cima, primeiramente dos pés aos joelhos e dos joelhos para as coxas. Na parte interna da perna, usar o polegar, o indicador e o dedo médio na linha do calcanhar, fazendo movimentos circulares e deslizando até alcançar a virilha. O segundo passo é fazer uma pausa atrás dos joelhos, perto da lateral da perna onde se sente um furinho. Circula-se e puxa e faz o movimento lateralmente até chegar à virilha como se carregasse uma gota de água. O terceiro passo é na virilha, fazer um movimento de compressão e descompressão suavemente usando todos os dedos e fazendo isso três vezes em cada perna.

É bom salientar que quanto o menor o grau de celulite, melhor o resultado da drenagem linfática. As mulheres com celulite de grau um e dois vão se dar muito bem, já as mulheres de grau três e quatro podem não sentir nada ou terem apenas uma leve melhora. É necessário fazer várias sessões para poder se ter algum resultado satisfatório. Segundo estudos científicos realizados na Unisul, a drenagem linfática é um bom tratamento para celulite, mas considerando a questão do grau de celulite.

O Sistema Linfático

February 15th, 2013

O sistema linfático é responsável pela drenagem do corpo, é composto por uma rede de vasos e pequenas estruturas, os nódulos linfáticos. Os vasos linfáticos fazem a condução do excesso de líquido que é coletado pelo corpo e devolve para a circulação sanguínea. Os fluídos são filtrados quando passam pelos nódulos linfáticos. Bactérias costumam ser capturadas e destruídas pelos linfócitos, ou glóbulos brancos, presentes nos nódulos. Os glóbulos brancos se somam com a linfa que saindo dos nódulos linfáticos retorna ao sangue.

O sistema linfático é responsável pela produção de anticorpos, que são proteínas especializadas para responder à invasão de substâncias estranhas. A produção de glóbulos brancos e anticorpos em relação a um organismo invasor recebe o nome de resposta imune. E essa resposta é uma das linhas de defesa primárias mais eficientes do corpo. Por vezes, o sistema imunológico causa reações que acabam por tornar o corpo sensível ao material estranho. Quando a resposta imune prejudica o corpo recebe o nome de reação alérgica.

A linfa é um líquido transparente que pode ser meio branco, amarelo ou rosado. Ele é alcalino, salgado e circula pelos vasos linfáticos. Dois terços da linfa circulante é proveniente do fígado e do intestino. A linfa tem composição similar a do sangue, não tem glóbulos vermelhos, mas tem glóbulos brancos. A linfa é transportada através dos vasos linfáticos, em sentido único, e filtrada pelos nódulos ou gânglios linfáticos. Os gânglios linfáticos são órgãos pequenos em forma de feijão que se localizam no canal do sistema linfático. São os mais numerosos no organismo, armazenam linfócitos e combatem infecções e doenças. Quando acontece uma infecção, eles aumentam de tamanho e provocam dor, pois estão reagindo a invasores. Eles liberam os linfócitos na corrente do sangue.

Para Que Serve A Drenagem Linfática

February 13th, 2013

Para que serve a drenagem linfática é algo simples de ser entendido. Serve para muitas coisas realmente. A drenagem linfática serve para edemas linfostáticos locais por intervenções cirúrgicas: linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de braço, linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de pernas, depois de operações ortopédicas, depois de cirurgia maxilofacial, tratamento de cicatrizes, tratamento depois de endoprótese de quadril, histerectomia, cesárea, cirurgia plástica.

Também serve para pós-cirurgia vascular e cirurgias diversas. Também é indicada para transtornos osteomoleculares e do tecido conjuntivo: reumatismo poliarticular agudo, poliartrite crônica progressiva, espondilite anquilopoiética, artropatias, reumatismo das partes moles, osteoporoses, lombalgias, ciatalgias, torcicolo espasmódica, transtornos comuns do pé, edemas locais dos sistema nervoso central e periférico: cefalalgias, transtornos auditivos, síndrome de meniére, nevralgia do trigêmeo, paralisia facial. Para transtornos neurológicos: manifestações neurológicas comuns, braquialgia noturna, doenças desmineralizantes, apoplexia, paralisia geral infantil, síndrome de down. Para transtornos neurovegetativos: stress, insônia, distonia neurovegetativa. Para transtornos vasculares periféricos: linfedema ou edema linfostático primário, lipedema, edema venoso postural, claudicação intermitente, varizes, flebedema, síndrome pós-trombótica, edema pré-menstrual.

Por diminuir a retenção de líquidos em áreas que facilitam o acúmulo de gordura como abdômen e coxas e acelerar o metabolismo, a drenagem linfática favorece a queima de gordura e ajuda no emagrecimento. A drenagem linfática também pode eliminar celulite, se o problema estiver no início, de qualquer forma pode prevenir formações maiores. Independente da casa, a celulite se inicia com um processo de retenção de líquido que causa a má oxigenação do tecido e o endurece até a formação de nódulos. Usando ao mesmo tempo da drenagem linfática manual, o uso de aparelhos e cosméticos podem ajudar para a redução de medidas.

A Drenagem Linfática Na Gravidez

February 2nd, 2013

A drenagem linfática na gravidez costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz os líquidos dos capilares transbordarem e causarem inchaço. Se houver um grande trasbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso.

Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa. A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

Não são recomendadas a fazer a drenagem linfática, grávidas que não tenham hipertensão controlada, que tenham insuficiência renal infecções de pele, trombose venosa profunda ou erupções cutâneas. A drenagem linfática atua no período pós-parto como auxiliar no retorno da forma física porque diminui a retenção de líquidos, previne a celulite e estimula o metabolismo. Tomar chá verde ajudar a estimular o metabolismo, porque incentiva o organismo a gastar mais energia e já que não suprime apetite e nem é neurotransmissor não causa alterações. A drenagem apenas desincha, ela não emagrece, para emagrece mesmo é necessário fazer acompanhamento com uma nutricionista.

Quais Os Benefícios Da Drenagem Linfática

October 30th, 2012

Os benefícios da drenagem linfática são muitos. Ela ajuda numa melhor circulação sanguínea, faz a pessoa se sentir mais leve por causa da eliminação de toxinas, a pessoa perde aquela sensação de inchaço causada pela retenção de líquidos. Não somente melhora o funcionamento o sistema circulatório como o sistema linfático. Pode ajudar no aumento do metabolismo e consequentemente na queima de gordura e na diminuição dos sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM).

A drenagem linfática manual tem muitas indicações terapêuticas, é uma técnica importante para o tratamento de linfedemas primários e secundários, assim como medida complementar e auxiliar. A drenagem linfática é indicada para hematomas, síndrome cervical ou chicotada, distensões, tratamento de pós-luxações articulares, tratamento do joelho pós-lesões de ligamentos e meniscos, ruptura de fibras musculares, tratamento de pós-fraturas, distrofia de Sudeck.

A drenagem linfática é indicada para edemas linfostáticos locais por intervenções cirúrgicas: linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de braço, linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de pernas, depois de operações ortopédicas, depois de cirurgia maxilofacial, tratamento de cicatrizes, tratamento depois de endoprótese de quadril, histerectomia, cesárea, cirurgia plástica, pós-cirurgia vascular e cirurgias diversas. Também é indicada para transtornos osteomoleculares e do tecido conjuntivo: reumatismo poliarticular agudo, poliartrite crônica progressiva, espondilite anquilopoiética, artropatias, reumatismo das partes moles, osteoporoses, lombalgias, ciatalgias, torcicolo espasmódica, transtornos comuns do pé.

Também é indicada para edemas locais dos sistema nervoso central e periférico: cefalalgias, transtornos auditivos, síndrome de meniére, nevralgia do trigêmeo, paralisia facial. Para transtornos neurológicos: manifestações neurológicas comuns, braquialgia noturna, doenças desmineralizantes, apoplexia, paralisia geral infantil, síndrome de down. Para transtornos neurovegetativos: stress, insônia, distonia neurovegetativa. Para transtornos vasculares periféricos: linfedema ou edema linfostático primário, lipedema, edema venoso postural, claudicação intermitente, varizes, flebedema, síndrome pós-trombótica, edema pré-menstrual, edema venoso na gravidez. Para patologias crônicas das vias respiratórias superiores e auditivas: sinusite, amidalite, catarro tubárico, otite crônica, otite serosa, resfriados crônicos e alérgico. Para transtornos pulmonares: asma bronquial, bronquite crônica, bronquite enfisematosa e asmática. Para transtornos dermatológicos: acne, acne rosácea, couperose, dermatite perioral, queda do cabelo, eczemas crônicos e alérgico, escara por decúbito, úlceras vasculares, queimaduras e quelóides.

Durante a gravidez a drenagem linfática costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz os líquidos dos capilares transbordarem e causarem inchaço. Se houver um grande trasbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso. Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa.

A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

O Que É Drenagem Linfática Manual?

September 10th, 2012

A Drenagem Linfática Manual (DLM) é um método de massagem especializado que tem como objetivo a estimulação das funções do sistema linfático. O termo foi cunhado pelo renomado cientista dinamarquês, Doutor Emil Vodder, quando descobriu e desenvolvem a técnica nos anos de 1930. Toda drenagem linfática é baseada no método de Vodder, que publicou seu primeiro trabalho em 1936. Seu método primeiramente chamou atenção dos esteticistas e dos massagistas. Apenas vinte e sete anos depois, foi que os médicos passaram a ter interesse na drenagem linfática manual.

A Drenagem Linfática Manual, quando estimula o sistema o linfática, atua pelas suas funções relaxante, drenante e analgésica, mas são as características terapêuticas as mais importantes. A ativação do sistema linfático, que é caracterizado por ser frágil, somente é possibilitada por uma técnica suave e sutil como a DLM. A Drenagem Linfática Manual é caracterizada por seus harmoniosos, precisos, lentos e cadenciados movimentos que são feitos através de pressões suaves, de aproximadamente trinta torricellis, e nunca podem provocar dor alguma. A DLM segue um protocolo rigoroso de execução, com movimentos específicos para cada parte do corpo e cada sessão começa e termina pelo estímulo do términus. A Drenagem Linfática Manual atua, não apenas no local da massagem, mas em todo o sistema linfática, sendo possível movimentar melhor a linfa em uma sessão de uma hora do que em duas sessões de meia hora.

O sistema linfático tem funcionamento paralelo ao sistema circulatório, tem uma grande rede de vasos, que estão espalhados pelo corpo todo e coletam líquidos dispersos. Esses líquidos são filtrados e lançados na corrente sanguínea. A drenagem linfática faz com que estes líquidos sejam coletados pelas estruturas responsáveis por essa função. A drenagem linfática consiste em massagem que é feita por meio de pressões leves que fazem o direcionamento dos líquidos dispersos pelo corpo para o sistema linfático, onde podem ser eliminados por meio da urina. A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

A drenagem linfática só deve ser feita por um profissional com qualificação como um fisioterapeuta, esteticista ou um terapeuta com aptidão para massagem. As manobras da massagem precisam ser com toques suaves para que se possibilite o alcance dos líquidos perdidos. Se for feita muita pressão, acontece a obstrução dos vasos e não há qualquer resultado. A massagem precisa ser leve e relaxante. A ingestão de água contribui para a velocidade em que as toxinas são liberadas do corpo e a eliminação do inchaço. Recomenda-se a ingestão um litro e meio de água por dia. Para se conseguir bons resultados, é recomendado que se faça ao menos dez sessões de drenagem linfática, sendo feitas de uma três vezes na semana, sem pular semana alguma. É importante que se faça atividades físicas, como corrida, caminhada, bicicleta e natação.