Archive for the ‘Fisioterapia’ Category

Clínicas De Drenagem Linfática

March 5th, 2013

Há no Brasil várias clínicas de drenagem linfática. Por exemplo, a Clínica Leger, que faz o tratamento em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. São quatro unidades que contam com uma equipe de profissionais qualificados. São duas unidades em Porto Alegre, uma em São Paulo e uma no Rio de Janeiro. No Distrito Federal tem o Instituto Emagrecer que, entre outros tratamentos, faz drenagem linfática. Foi criado no ano de dois mil e seis para auxiliar pessoas a emagrecerem com saúde. São quatro unidades espalhadas pelo DF: Asa Norte, Asa Sul, Sudoeste e Taguatinga. Funciona das oito às vinte horas de segunda a sexta e das nove às treze horas nos sábados.

A Clínica Esteticare, em São Paulo conta com um espaço que dá muito conforto e segurança para as clientes e uma equipe ampla de fisioterapeutas especializadas. O espaço para drenagem linfática é aconchegante, delicioso e relaxante. Todas as profissionais da clínica são fisioterapeutas formadas que tem experiência em atendimentos estéticos. Também passam por treinamento rigoroso com métodos exclusivos da clínica. É realmente perceptível pelas clientes que há um padrão no atendimento.

Tem também a Clínica Onodera Estética que está presente em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O tratamento só é feito após avaliação médica e tem duração mínimo de dez sessões, duas ou três vezes por semana. A massagem é feita suavemente e lentamente pelo corpo todo por profissionais que são treinados e habilitados. A clínica também tem massagem direcionada para mulheres grávidas que é feita com um creme exclusivo e dura cinquenta minutos. A drenagem também pode ser feita em pacientes que acabaram de ser operados e também há procedimento específico, que não causa dor.

Cursos De Drenagem Linfática

February 28th, 2013

Existem cursos de Drenagem Linfática em vários lugares. No Senac de São Paulo existe um curso de drenagem linfática como Extensão Universitária. É o curso Drenagem Linfática Manual – Método Vodder. O curso oferecido no Senac foi desenvolvimento pela esteticista responsável por trazer a técnica para o Brasil, Waldtraud Ritter Winter que foi aluna de Emil Vodder, que é o mentor da Drenagem Linfática Manual.

O curso tem uma infraestrutura laboratorial que é semelhante a que é encontrada nos grandes centros de estéticas e clínicas do mercado, o que dão ao aluno a vivência prática necessária da realidade profissional. O curso tem duração de sessenta horas. Para entrar no curso é necessário ter ao menos dezoito anos e ter ao menos concluído ou ainda estar no segundo dos cursos universitários de fisioterapia, estética, enfermagem, medicina e biomedicina. Também vale está fazendo curso de pós-graduação na área de saúde ou ter terminado um curso técnico em estética.Os conteúdos do curso incluem o Método Vodder; A Drenagem Linfática Para Tratamento de Edemas, Relaxamento Muscular e Manutenção da Funcionalidade do Organismo; Aplicação da Técnica; Sensações de conforto e bem-estar na drenagem linfática.O Senac oferece como material didático o Livro Drenagem Linfática de Carla Parada Pazinatto Andreolli da Editora Napoleão.

Na Clínica e Escola Adijon tem um Curso de Drenagem Linfática Facial e Corporal com os seguintes conteúdos: Definição, Bases Históricas da Drenagem Linfática Manual, Anatomia Geral e Específica do Sistema Linfático, Fisiologia do Sistema Linfático, Fundamento da Drenagem Linfática Manual, Indicações da Drenagem Linfática Manual, Contra-Indicações da Drenagem Linfática Manual, Preparação do Ambiente de Trabalho, Auto Preparação para Aplicação da Drenagem Linfática Manual, Seqüência de Drenagem Linfática Manual Facial e Corporal, Abordagem de Drenagem Linfática Reversa – Drenagem de Pós Operatório e Drenagem Linfática Manual para Gestantes.

Para Que Serve A Drenagem Linfática

February 13th, 2013

Para que serve a drenagem linfática é algo simples de ser entendido. Serve para muitas coisas realmente. A drenagem linfática serve para edemas linfostáticos locais por intervenções cirúrgicas: linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de braço, linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de pernas, depois de operações ortopédicas, depois de cirurgia maxilofacial, tratamento de cicatrizes, tratamento depois de endoprótese de quadril, histerectomia, cesárea, cirurgia plástica.

Também serve para pós-cirurgia vascular e cirurgias diversas. Também é indicada para transtornos osteomoleculares e do tecido conjuntivo: reumatismo poliarticular agudo, poliartrite crônica progressiva, espondilite anquilopoiética, artropatias, reumatismo das partes moles, osteoporoses, lombalgias, ciatalgias, torcicolo espasmódica, transtornos comuns do pé, edemas locais dos sistema nervoso central e periférico: cefalalgias, transtornos auditivos, síndrome de meniére, nevralgia do trigêmeo, paralisia facial. Para transtornos neurológicos: manifestações neurológicas comuns, braquialgia noturna, doenças desmineralizantes, apoplexia, paralisia geral infantil, síndrome de down. Para transtornos neurovegetativos: stress, insônia, distonia neurovegetativa. Para transtornos vasculares periféricos: linfedema ou edema linfostático primário, lipedema, edema venoso postural, claudicação intermitente, varizes, flebedema, síndrome pós-trombótica, edema pré-menstrual.

Por diminuir a retenção de líquidos em áreas que facilitam o acúmulo de gordura como abdômen e coxas e acelerar o metabolismo, a drenagem linfática favorece a queima de gordura e ajuda no emagrecimento. A drenagem linfática também pode eliminar celulite, se o problema estiver no início, de qualquer forma pode prevenir formações maiores. Independente da casa, a celulite se inicia com um processo de retenção de líquido que causa a má oxigenação do tecido e o endurece até a formação de nódulos. Usando ao mesmo tempo da drenagem linfática manual, o uso de aparelhos e cosméticos podem ajudar para a redução de medidas.

Drenagem Linfática Em Casa

February 9th, 2013

Fazer drenagem linfática em casa é tranquilo. É só seguir as instruções a seguir. No abdômen com os dedos unidos se faz uma pressão da cintura até o limite do abdômen e da região genital. Repete-se o processo dez vezes e então com a palma de umas das mãos e os dedos unidos se faz movimentos circulares em voltado umbigo em sentido horário, por dez vezes também. A massagem abdominal é finalizada com uma bombeamento na região pélvica.

Nos braços, com a mão esquerda segurando firmemente o braço direito se faz uma pressão na parte externa do braço, do pulso aos ombros. Repete-se oito vezes. Depois, com a ponta dos dedos da mão esquerda se faz uma pressão na parte interna do braço direito, indo do pulso até a axila. Repete-se três vezes. Por fim, com a palma da mão cheia na axila e as pontas dos dedos se pressiona levemente cada ponto tocado, faz-se uma pressão com movimentos de pressão e descompressão. Repete-se três vezes. É preciso fazer os movimentos nos dois braços.

Nos pés, com a ajuda de uma bolinha terapêutica ou uma bola de tênis ou ainda um limão se pressiona as plantas dos pés com uma pressão mais forte para facilitar que o sangue venoso retorne aos braços. Sangue venoso é o que volta ao coração e enfrenta a gravidade em sentido contrário. O movimento é para ser feito por quatro segundos em cada pé. Para fazer nas pernas se apóia o pé direita sobre uma cama ou banco e com as pontas dos dedos de ambas as mãos se arrasta do tornozelo até detrás do joelho, processo que é repetido três vezes.

A Drenagem Linfática Na Gravidez

February 2nd, 2013

A drenagem linfática na gravidez costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz os líquidos dos capilares transbordarem e causarem inchaço. Se houver um grande trasbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso.

Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa. A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

Não são recomendadas a fazer a drenagem linfática, grávidas que não tenham hipertensão controlada, que tenham insuficiência renal infecções de pele, trombose venosa profunda ou erupções cutâneas. A drenagem linfática atua no período pós-parto como auxiliar no retorno da forma física porque diminui a retenção de líquidos, previne a celulite e estimula o metabolismo. Tomar chá verde ajudar a estimular o metabolismo, porque incentiva o organismo a gastar mais energia e já que não suprime apetite e nem é neurotransmissor não causa alterações. A drenagem apenas desincha, ela não emagrece, para emagrece mesmo é necessário fazer acompanhamento com uma nutricionista.

Quais Os Benefícios Da Drenagem Linfática

October 30th, 2012

Os benefícios da drenagem linfática são muitos. Ela ajuda numa melhor circulação sanguínea, faz a pessoa se sentir mais leve por causa da eliminação de toxinas, a pessoa perde aquela sensação de inchaço causada pela retenção de líquidos. Não somente melhora o funcionamento o sistema circulatório como o sistema linfático. Pode ajudar no aumento do metabolismo e consequentemente na queima de gordura e na diminuição dos sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM).

A drenagem linfática manual tem muitas indicações terapêuticas, é uma técnica importante para o tratamento de linfedemas primários e secundários, assim como medida complementar e auxiliar. A drenagem linfática é indicada para hematomas, síndrome cervical ou chicotada, distensões, tratamento de pós-luxações articulares, tratamento do joelho pós-lesões de ligamentos e meniscos, ruptura de fibras musculares, tratamento de pós-fraturas, distrofia de Sudeck.

A drenagem linfática é indicada para edemas linfostáticos locais por intervenções cirúrgicas: linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de braço, linfedemas ou edemas linfostáticos secundários de pernas, depois de operações ortopédicas, depois de cirurgia maxilofacial, tratamento de cicatrizes, tratamento depois de endoprótese de quadril, histerectomia, cesárea, cirurgia plástica, pós-cirurgia vascular e cirurgias diversas. Também é indicada para transtornos osteomoleculares e do tecido conjuntivo: reumatismo poliarticular agudo, poliartrite crônica progressiva, espondilite anquilopoiética, artropatias, reumatismo das partes moles, osteoporoses, lombalgias, ciatalgias, torcicolo espasmódica, transtornos comuns do pé.

Também é indicada para edemas locais dos sistema nervoso central e periférico: cefalalgias, transtornos auditivos, síndrome de meniére, nevralgia do trigêmeo, paralisia facial. Para transtornos neurológicos: manifestações neurológicas comuns, braquialgia noturna, doenças desmineralizantes, apoplexia, paralisia geral infantil, síndrome de down. Para transtornos neurovegetativos: stress, insônia, distonia neurovegetativa. Para transtornos vasculares periféricos: linfedema ou edema linfostático primário, lipedema, edema venoso postural, claudicação intermitente, varizes, flebedema, síndrome pós-trombótica, edema pré-menstrual, edema venoso na gravidez. Para patologias crônicas das vias respiratórias superiores e auditivas: sinusite, amidalite, catarro tubárico, otite crônica, otite serosa, resfriados crônicos e alérgico. Para transtornos pulmonares: asma bronquial, bronquite crônica, bronquite enfisematosa e asmática. Para transtornos dermatológicos: acne, acne rosácea, couperose, dermatite perioral, queda do cabelo, eczemas crônicos e alérgico, escara por decúbito, úlceras vasculares, queimaduras e quelóides.

Durante a gravidez a drenagem linfática costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz os líquidos dos capilares transbordarem e causarem inchaço. Se houver um grande trasbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso. Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa.

A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado em grávidas. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

Como Fazer A Drenagem Linfática

September 30th, 2012

Como fazer a drenagem linfática em casa não é muito complicado. O pescoço é um dos pontos mais importantes. Primeiramente, se pressiona levemente a região onde está a clavícula, que é o osso que vai do fim do pescoço ao ombro, por quatro seguros para abrir os gânglios linfáticos e tirar a tensão das linfas. Esse processo é repetido três vezes. Ainda na região do pescoço, se faz manobras circulares com os dedos unidos na base da orelha e então se desce fazendo ondas com leve pressão até chegar à clavícula. Esse processo também é repetido três vezes.

Nos pés, com a ajuda de uma bolinha terapêutica ou uma bola de tênis ou ainda um limão se pressiona as plantas dos pés com uma pressão mais forte para facilitar que o sangue venoso retorne aos braços. Sangue venoso é o que volta ao coração e enfrenta a gravidade em sentido contrário. O movimento é para ser feito por quatro segundos em cada pé. Para fazer nas pernas se apóia o pé direita sobre uma cama ou banco e com as pontas dos dedos de ambas as mãos se arrasta do tornozelo até detrás do joelho, processo que é repetido três vezes. Ainda nas pernas, se estimula a parte detrás do joelho, ao meio, fazendo movimentos em círculos por quatro segundos, por três vezes. Depois, se faz manobras de compressão e descompressão para fazer um bombeamento e o processo também se repete por três vezes.

Ainda nas pernas, com as pontas dos dedos faz-se uma pressão média forte nas laterais das coxas, partindo dos joelhos e indo até a virilha. Chegando à virilha, se traz a mão das laterais para o meio, e deixa os dedos pressionados para fazer um bombeamento de média intensidade por cinco segundos. Depois se repete o processo três vezes. Com as mãos cheias se pressiona a pernas com movimentos ascendentes em toda a parte de baixo das pernas. Massageia-se oito vezes cada uma das quatro faces da pernas, sempre fazendo movimentos de baixo para cima.

Ainda com as mãos cheias, se pressiona a coxa toda fazendo movimentos ascendentes, nas quatro faces. Massageia-se oito vezes o local. Todos os movimentos precisam ser feitos nas duas pernas. Na bunda, com a palma da mão, usando a região da base do polegar e o pulso se pressiona a região onde fica a base da coluna vertebral e se aplica uma pressão de média intensidade por cinco segundos e então se relaxa. O processo é repetido três vezes. Ainda no traseiro, se faz movimentos circulares na mesma região e se continua indo até o abdômen. Repete-se isso três vezes. Então se espalma as mãos nas duas bandas da bunda, na parte lateral, fazendo pressão de baixo para cima, indo do quadril para o abdômen. Os movimentos são repetidos três vezes.

No abdômen com os dedos unidos se faz uma pressão da cintura até o limite do abdômen e da região genital. Repete-se o processo dez vezes e então com a palma de umas das mãos e os dedos unidos se faz movimentos circulares em voltado umbigo em sentido horário, por dez vezes também. A massagem abdominal é finalizada com uma bombeamento na região pélvica.

Nos braços, com a mão esquerda segurando firmemente o braço direito se faz uma pressão na parte externa do braço, do pulso aos ombros. Repete-se oito vezes. Depois, com a ponta dos dedos da mão esquerda se faz uma pressão na parte interna do braço direito, indo do pulso até a axila. Repete-se três vezes. Por fim, com a palma da mão cheia na axila e as pontas dos dedos se pressiona levemente cada ponto tocado, faz-se uma pressão com movimentos de pressão e descompressão. Repete-se três vezes. É preciso fazer os movimentos nos dois braços.